Notícias

08.02.2018

Ministro da Educação anuncia a contratação de 5 mil novos colaboradores para os hospitais universitários

O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou na manhã desta terça-feira, 6, a contratação de cinco mil novos funcionários, ao longo do ano, para os hospitais universitários que integram a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), empresa pública vinculada ao MEC. A notícia foi dada durante o 1º Encontro de Gestão da Alta Administração da Rede Ebserh, em Brasília. O evento vai até quarta-feira,7, e reúne gestores da sede e de todos os 39 hospitais universitários ligados à estatal.

“Essa nova leva de contratações consolida uma renovação e uma ampliação dos recursos humanos que estarão disponíveis para melhorar e ampliar o atendimento à população brasileira por intermédio dos hospitais universitários”, disse Mendonça Filho. “Mantém a excelência, melhora a qualidade, garante o atendimento à população de baixa renda e compromete, cada vez mais, esses hospitais com a boa formação médica e de profissionais na área de saúde”.

O anúncio foi feito durante o 1º Encontro de Gestão da Alta Administração da Rede Ebesrh. Ministro ressalta que contratações vão melhorar a qualidade do atendimento à população brasileira (Foto: Mariana Leal/MEC)

Qualificação – Para o presidente da Ebserh, Kleber Morais, as unidades hospitalares vinculadas à empresa têm como característica formar pessoas e assistir a população. “O anúncio das contratações para o começo de 2018, de funcionários que já fizeram o concurso público e estão na expectativa de serem chamados, não poderia chegar em hora melhor”, destacou. “Nós sabemos que um emprego dá uma nova condição de vida a um indivíduo e à família dele. Consequentemente, vamos ter uma injeção de novos valores com essas novas cinco mil pessoas. ”

Participante do encontro, a superintendente da maternidade Climério de Oliveira, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Mônica Neri, falou sobre a importância das contratações de novos profissionais: “Eles chegam para recompor as equipes dos hospitais, permitindo a reabertura de alguns serviços e qualificando também atenção ao nosso usuário do SUS [Sistema Único de Saúde]”. Atualmente, lembrou ela, a maternidade conta com 79 leitos de urgência e internação e realiza cerca de 250 partos por mês.

Reunião – Durante os três dias do encontro, serão discutidos temas como estratégia e eficiência operacional, com a identificação dos desafios da Rede Ebserh. Também serão avaliados os avanços do programa de cooperação internacional com a rede de hospitais franceses e apresentados projetos de compras centralizadas, planejamento orçamentário participativo, avanços em tecnologia da informação, linhas de cuidado, alocação de pessoal e sustentabilidade operacional.

“Em encontros como esse, proporcionamos avanços na infraestrutura hospitalar dos hospitais universitários que trabalham integradamente com as universidades federais e que asseguram boa formação na área de saúde, principalmente na formação médica e, ao mesmo tempo, atendimento para a população de baixa renda que precisa de hospitais que atendem pelo SUS”, finalizou Mendonça Filho.

Assessoria de Comunicação Social